Governo do Vêneto garante apoio ao projeto da Rota Italiana do Meio-Oeste catarinense

1049

VENEZA – ITALIA – O projeto da Rota Italiana “Cammino Veneto”, que envolve 15 municípios do Meio-Oeste de Santa Catarina, terá o apoio da Região do Vêneto. Isto é o que ficou acertado hoje (11.11.2009) durante encontro realizado no Palácio Balbi entre o cordenador extraordinário para as Atividades Turísticas e de Promoção do governo do Vêneto, Paolo Rosso, e os integrantes da missão catarinense que se encontra na Itália, sob a coordenação da Fundação de Turismo do Vale do Contestado – Conttur. O apoio do governo vêneto será fornecido através da Secretaria de Turismo e Cultura do governo de Santa Catarina, representado no ato por dois integrantes daquela Pasta – Gerson Hulbert e Oéas Mafra Filho.
Durante o encontro, os integrantes da missão catarinense explicaram os objetivos do projeto já andamento e que, há alguns meses, foi visitado pelo Secretário dos Fluxos Migratórios e Segurança do Vêneto, Oscar De Bona, na viagem que realizou à Região do Contestado, onde vive uma população em que os descendentes de imigrantes italianos são maioria (em torno de 70%), com procedência também preponderante vêneta (90% do contingente, segundo algumas estimativas).
A realidade vêneta, que tem no turismo uma de seus principais esteios econômicos, foi exposta rapidamente por Paolo Rosso. O Vêneto, disse ele, apresenta hoje a mais alta taxa de turismo da Itália, com um índice de 35,1 presenças para cada mil habitantes – o dobro da taxa média italiana que é de 17,4% – e à frente de outras regiões italianas com forte apelo turístico como a Toscana (média de 31,2) e Emilia Romagna (24,6).
Pela delegação catarinense falou o presidente da Conttur,  Saulo Sperotto, explicando o que os municípios do meio-oeste catarinense pretendem com o projeto que tem o apoio tambem do Instituto Politecnico de Milano. Também realizaram intervevenções Gerson Hulbert, pela Secretaria de Turismo e Cultura de Santa Catarina, e o consultor Fausto Silva, da Secretaria Especial de Articulações Internacionais do governo catarinense, para trazer a saudação do governador Luiz Henrique da Silveira. Há mais de dez anos os governos do Vêneto e de Santa Catarina mantém tratado de cooperação.
Além dos prefeitos da Rota Italiana, presenciaram o encontro os empresários Antônio Luiz de Miranda, Fahdo Thomé Neto, Elias Ferlin e Renato Marins, este último, presidente da Câmara Italiana de Comércio de Santa Catarina, que apoia o projeto da Rota Italiana. O coordenador do grupo, Mauro Beal, que é também vice-presidente executivo da Câmara, fez as apresentações e tradução. Duas mulheres integram a delegação – Cláudia Beal Terez, superintendente da Conttur e Ivanir Barrteto Schmidt, presidente da Associação Rota Italiana.
Entre hoje e sábado, a delegação catarinense tem encontro marcado com prefeitos e entidades das Províncias de Treviso, Belluno e Vicenza, dando início a uma série de “gemellaggios” (tratados de irmandade) entre cidades de Santa Catarina e do Vêneto. Os prefeitos que integram a missão são: Antoninho Baldissera (Iomerê), Claudio Spricigo (Arroio Trinta), Egidio Luiz Gritti (Itá), Eusebio Calisto Vieceli (Pinheiro Preto), Hilario Chiamolera (Lacerdópolis), Leonir Boaretto (Capinzal), Norival Fiorin (Luzerna), Neri Luiz Miquelotto (Ouro), Pedrinho Ansiliero (Salto Veloso), Saulo Sperotto (Caçador) e Wilmar Carelli (Videira).