Raffaele Festa, o novo cônsul da Itália em Curitiba, saúda circunscritos e se diz feliz por estar no Brasil

0
3028

Dizendo-se feliz por estar no Brasil – “um país que já conheço e que me apaixona pela sua beleza e vitalidade” – o novo cônsul geral da Itália em Curitiba, Raffaele Festa, assumiu suas funções na última segunda-feira (03/07). Na saudação que fez aos circunscritos, através do canal da Revista Insieme no Youtube, ele afirma que, embora conte com um reduzido número de pessoal, “há o empenho seguro de, com os recursos que possuímos, garantir os serviços da melhor maneira possível”.

Dentre os serviços, segundo o diplomata fez questão de enumerar, estão os de entrega de passaportes e o de reconhecimento da cidadania italiana. Curitiba, como se sabe, está entre os sete consulados italianos, em todo o mundo, com o melhor desempenho no item arrecadação (cobrança de taxas e serviços), apesar do reduzido número de pessoas que trabalham na unidade consular, responsável pelos Estados do Paraná e Santa Catarina.

“Obviamente este consulado, juntamente com os demais, na rede, se organizará da melhor forma possível, sob a coordenação da Embaixada, para garantir este serviço”, disse Festa, ao fazer votos para que o número de funcionários sob suas ordens seja aumentado.

O sucessor de Enrico Mora (que agora está no Consulado de Caracas, República Bolivariana de Venezuela) é um diplomata de carreira há 14 anos, tendo já trabalhado, como ele mesmo informa no vídeo, no Consulado Geral de Stuttgart, na Alemanha, tendo ido em Camarões, junto à Embaixada de Iaundé, na África, e em Viena, como primeiro secretário junto a organizações internacionais. Festa é natural de Bari, tem 41 anos, e é formado em Direito pela Universidade de Pisa, turma de 2.000.

“Dirijo uma saudação especial a todos os italianos residentes na Circunscrição e aos “oriundi”. Obviamente, o Consulado está aqui para servir a comunidade em todas as formas, portanto, não apenas para gerar documentos, mas, sobretudo, para garantir serviços. Serviços que vão da promoção cultural e comercial da Itália e, obviamente, também aqueles [serviços] que constituem as necessidades dos italianos”, disse o novo cônsul na entrevista ao editor de Insieme.

Sobre a questão “cidadania italiana”, o cônsul Festa afirmou que gosta “de enfatizar que a cidadania italiana é, primordialmente, um sistema de valores comuns. Valores comuns que são aqueles da Nação Italiana e que compreendem, não apenas os italianos residentes na Itália, mas, também e principalmente, aqueles residentes no exterior”.

Nesses primeiros dias de sua gestão, como é usual, Raffaele Festa está mantendo contatos com lideranças institucionais da comunidade italiana e promete para breve visitar as cidades do Paraná e Santa Catarina, para ter contato direto com a comunidade, ver sua realidade e conhecer o que chama “o mundo das associações”.

O novo cônsul fala também de “colaboração o quanto mais profícua possível”, estando – como diz – à disposição para ouvir propostas pela melhoria dos serviços consulares e em atendimento às reivindicações da comunidade. “Nos veremos brevemente”, finalizou o novo cônsul.