Società Italiana di Castello divulga pesquisa que revela satisfação no estudo do italiano

0
94

u CASTELO – ES – Satisfação em estudar italiano. É isso que sentem os alunos que estudam a língua italiana nas escolas de Castelo, no sul do Espírito Santo. A constatação foi feita através de uma pesquisa realizada pela Società Italiana di Castello.

A consulta foi feita entre os dias 8 e 18 deste mês de outubro (2007) em três escolas públicas da cidade: Madalena Pisa, Centro Unificado e Escola Família Agrícola. São nessas instituições que hoje são ministradas aulas de italiano regularmente na grade curricular.

Através de um questionário, um total de 368 alunos, e, conseqüentemente os pais deles, respondeu algumas perguntas relacionada à disciplina aplicada uma vez por semana a 517 estudantes de 5ª série do ensino fundamental até o 2º ano do ensino médio.

A professora Sabrina Faitanin foi a responsável em aplicar a consulta, feita em duas etapas. Além de pedir aos alunos que respondessem três perguntas em sala de aula, ela deu explicações sobre a parte que os pais teriam que responder em casa. No final cada aluno teve uma árvore genealógica montada, assim ficou mais fácil a identificação das origens, principalmente por conta dos sobrenomes. Os números registrados com relação à quantidade de estudantes de origem italiana foram muito superiores. Representam 74,1% do total de entrevistados, contra 25,9% de descendentes de outras origens.

Esse pode ser um dos motivos que levou 98,3% dos que responderam às questões assinalando ‘sim’ quando perguntados se gostam de estudar italiano.

Para a diretora social da SIC, Linda Melo, a maior surpresa foi com relação à quantidade de pais que em uma das questões dissertaram achar importante para o filho estudar a língua italiana, pensando no futuro profissional deles, ajudando na comunicação deles na vida adulta. “Isso foi abordado por 32,6% dos pais. Pode parecer pouco, mas vislumbrar o amanhã é assumir a importância da educação hoje, para assim traçar um futuro melhor para eles”, disse Linda Melo.

Além de identificar o grau de satisfação de pais e alunos com relação ao estudo da língua italiana, a pesquisa poderá servir de base para outros estudos, como por exemplo, a inclusão da opção de aprender italiano em outras escolas públicas e quem sabe até particulares de Castelo. É um tipo de retorno sobre a aplicação de mais uma língua estrangeira, além das já tradicionais matérias de inglês e espanhol, dentro das salas de aula, que até então só era medido através do contato do estudante com o professor. “Agora temos números que justifiquem que o ensino é realmente bom e que pais e alunos acham importante”, concluiu a professora de italiano Sabrina Faitanin.

Mas nada é por acaso. O resultado da pesquisa é apresentado a todos esta semana, quando a Società Italiana di Castello realiza a “XVI semana da cultura ítalo-brasileira”. Um evento que até dia 28 de outubro vai comemorar a integração cultural entre os dois países. Passados 16 anos do primeiro evento do gênero em Castelo, este ano o tema resume numa frase o sentido da festa: “Quem Somos – De Onde Viemos – Para Onde Vamos”. E com tantos dados positivos, haverá muito que se comemorar!

 

E se você se interessou pelo assunto, confira abaixo a programação da festa e também a pesquisa na íntegra. Maiores informações podem ser obtidas na Società Italiana di Castello (SIC), através do tel. (28) 3542-0292 com Linda Melo, Diretora Social da SIC.

 

XVI SEMANA DA CULTURA ÍTALO-BRASILEIRA

De 22 a 28 de Outubro de 2007

 

“Quem Somos – De onde viemos – Para onde vamos”

 “Chi siamo – Da dove veniamo – Dove andiamo”

 

PROGRAMAÇÃO

n 22 de Outubro – Resultado da Pesquisa de Campo feita com pais e alunos que estudam a Língua Italiana nas Escolas: Madalena Pisa, Centro Unificado e EFA – Escola Família Agrícola.

n 22 a 26 de Outubro – Apresentação do Grupo de Dança “È Bello Ballare” nas Escolas e Associações:

  • Madalena Pisa
  • Centro Unificado
  • Nestor Gomes
  • APAE

n 27 de Outubro – Apresentação do Filme Italiano: IO NON HO PAURA, do Diretor Grabriele Salvatores e Confraternização com alunos, ex-alunos, sócios e amigos da SIC.

Sobre o filme: “Io non ho paura” é um filme italiano, ano 2003, o 11º Longa dirigido por Salvatores.

Baseado no Romance de Nicoli Ammanti, que escreveu também o roteiro. O filme venceu o Prêmio “David di Donatello”, equivalente ao Oscar para o cinema italiano, e foi indicado ao “Oscar” de melhor filme estrangeiro em 2003.

Local: Centro de Convenções e Estudos Pic Park (Exposição permanente sobre a Recuperação da Memória de Castelo)

Horário: 19h

n 28 de Outubro – Missa em Ação de Graças à XVI Semana da Cultura Ítalo-Brasileira

Local: Matriz Nossa Senhora da Penha

Horário: 9h

 

 

 

RESULTADO GERAL DA

PESQUISA  REALIZADA NAS ESCOLAS:

Madalena Pisa / Centro Unificado / Escola Família Agrícola

Total Entrevistados:  368 alunos

RESPOSTAS DOS ALUNOS:

1.Você gosta de estudar italiano?

Resposta

Nº. Alunos

%

SIM

362

98,3%

NÃO

06

1,7%

2.Por quê?

Resposta

Nº. Alunos

%

Origem / antepassados 

69

18,7%

Cultura / história 

128

34,7%

Outra língua estrangeira 

152

41,3%

Futuro / Emprego / Comunicação 

71

19,2%

Interessante / fácil / divertido 

64

17,3%

Não é essencial 

01

0,2%

Não gosta / não tem interesse

02

0,5%

3.O que você acha mais interessante nas aulas?

Resposta

Nº. Alunos

%

Aprender a língua 

280

76%

Conhecer a história

158

42,9%

Conhecer a cultura 

190

51,6%

Outros

10

2,7%

RESPOSTAS DOS PAIS:

4.Você acha importante que seu filho estude italiano?

Resposta

Nº. Pais

%

SIM

364

98,9%

NÃO

4

1,1%

5.Por quê?

Resposta

Nº. Pais

%

Cultura / história 

133

36,1%

Outra língua estrangeira 

168

45,6%

Origem

135

36,6%

Futuro / Emprego

120

32,6%

Interessante

09 

2,4%

Cidadania italiana 

01

0,2%

Atualização

01

0,2%

Não tem origem italiana

01

0,2%

Não cai no vestibular

01

0,2%

Não responderam

02

,05%

 

6.ORIGEM ITALIANA

Nº. Alunos

%

SIM

273

74,1%

NÃO

95

25,9%