Pandemia: Como associações, centros de cultura e círculos ítalo-brasileiros enfrentam a crise e como imaginam sair dela. Será preciso “reinventar” o associativismo

549

“O Futuro é incerto e esse é um ótimo momento para assumirmos uma postura positiva e de união dentro do associativismo, pois nossos desafios para a preservação da cultura serão enormes”.


Construção de sedes interrompidas, aulas presenciais de língua italiana suspensas, grupos de dança e corais parados, viagens culturais e intercâmbios desprogramados, e uma criatividade enorme para substituir eventos e atividades culturais ja anunciados – eis um cenário absolutamente novo que alterou completamente a rotina de associações, centros culturais, círculos e grupos dedicados à cultura italiana e ítalo-brasileira em todo o Brasil em decorrência da pandemia do coronavírus.

Com cinco perguntas disparadas a cerca de 250 entidades ítalo-brasileiras sediadas principalmente nos Estados do Sul e do Sudeste do Brasil, Insieme quiz saber como elas, que cumprem o papel de “motores” da cultura italiana no Brasil, estão enfrentando esse momento de crise. As respostas até aqui chegadas e que dão corpo a essa primeira matéria, já dão ideia para formar um quadro em que os horizontes, passada a ‘borrasca’, se não se estreitarem culturalmente falando, terão no mínimo que ser reinventados.

PATROCINANDO A SUA LEITURA

Através de uma carta circular, perguntamos: 1 – Como a entidade está enfrentando o momento? Com fechamento total ou atendimento em regime especial? 2 – Que atividades (de rotina ou programadas) sua entidade suspendeu neste período e até quando? 3 – Algumas atividades foram substituídas por fórmulas de atendimento à distância, on line ou semelhantes? 4 – Quais seriam os principais desafios a enfrentar assim que a reabertura total das atividades acontecer? 5 – A entidade envolve aproximadamente quantos associados (famílias ou pessoas)? Por fim, deixamos livre para que cada entidade, querendo, acrescentasse “outras informações que achar interessante para divulgar.

“Fica evidente , como diz logo abaixo José Budel – “que toda essa circunstância quebrará paradigmas, mudará conceitos e formas de consumo, principalmente no setor de serviços”. Um ponto de concordância em quase todas as respostas estaciona na dúvida de como será o depois. Confira como cada entidade está enfrentando o problema, enquanto aguardamos mais respostas de outras entidades.

Domingos José Budel – Centro de Cultura Italiana PR/SC – CCI – Curitiba – PR

Não podemos ignorar os efeitos negativos que esta pandemia está causando em todos os setores, no mundo todo. Com o CCI não é diferente, nos deparamos com um grande desafio a ser enfrentado de modo imediato e sem muitas opções de escolha. Tivemos que nos reinventar como também convencer nossos alunos que era preciso fazer o mesmo para poder seguir adiante, causando o menor dano possível para ambas as partes. Felizmente houve a aquiescência da grande maioria e estamos seguindo em frente sem maiores problemas.

As atividades administrativas não pararam, parte em ‘home office’ e parte localmente na sede administrativa, porém a portas fechadas. O atendimento presencial ao público, por enquanto, está suspenso. Porém atendemos normalmente via email,  Whatsapp e por telefone fixo em horário especial, de segunda a sexta, das 13h às 18h. 

As aulas presenciais foram suspensas a partir do Decreto anunciado pelo Governo do Estado, em 16/03/2020 e seguirão suspensas até que as autoridades liberem oficialmente a retomada das atividades desse setor.

Sim, além do atendimento ao público que só é possível através de email e telefone, as aulas de italiano (dos nossos cursos para a comunidade) também prosseguem à distância, através de plataformas online (Skype, Zoom, Whats, etc). Já o projeto de lingua italiana nas escolas públicas do Paraná e Santa Catarina, estão obedecendo as orientações das Secretarias Municipais de Educação onde algumas já iniciaram ou estão se organizando para também dar início às aulas à distância.

Talvez o principal desafio é enfrentar o que vem pela frente, ou seja, o desconhecido. Estamos há 27 anos no mercado e nunca nos deparamos com tamanha incerteza num cenário de curto e médio prazo. As bases sólidas se tornaram frágeis, a Itália, o maior foco de nossos alunos e o que nos motiva a existir, por enquanto paira nela a incerteza de tudo. Mas somos otimistas e acreditamos que aos poucos tudo volta à normalidade.
Por outro lado, fica evidente que toda essa circunstância quebrará paradigmas, mudará conceitos e formas de consumo, principalmente no setor de serviços, até então ainda conservadoras. Cabe à outra parte estar preparada para essa oportunidade e o CCI certamente estará!

O CCI nesse período da pandemia preparou diversos mini cursos, do nível Iniciante ao Avançado, on line e ao vivo, (via Skype) com o professor. Serão 4 encontros de duração de 1 hora cada. Além disso, possui cursos de maior duração, nos níveis A1, A2 e B1 também desenvolvidos 100% à distância. Maiores informações: 3332-1994 (número também de whats business).

Paulo Moretti – Patronato Acli, de Campinas – SP

Fechamos nosso escritório e estamos, na medida do possível, fazendo atendimento aos nossos assistidos por fone ou e-mail.

Os contatos diretos com pessoas foram todos suspensos. O desafio é fazer com que nossos assistidos não percam a oportunidade de terem sua cidadania italiana. Devidamente regularizada na Itália. Atendemos 3.000 famílias. Esperamos que essa pandemia passe rapidamente sem muitas perdas de vidas.

Marzinho Bernardi – Associação Vêneta do RS, Caxias do Sul

Como a principal atividade da Associação Vêneta são os cursos de italiano, as aulas foram todas suspensas presencialmente. Todas as atividades relacionadas com a língua e a cultura italiana estão suspensas desde o dia 17/03 até dia 30/04(a principio). As aulas de italiano, atividades como aulas de gastronomia, palestras, sessões de cinema, entre outras, todas foram suspensas. No curso de italiano, a maioria dos alunos estão realizando aulas on line com seus professores. A secretaria está trabalhando com seus funcionários de forma “home office”. Plantão presencial 1 vez por semana, apenas uma funcionária. Em relação às aulas de italiano, retomar o semestre sem prejudicar o aprendizado dos alunos. Atendemos, em média de 160 alunos, e 60 sócios entre família e pessoas.

Ana Maria Bastian Alberti – Circolo Trentino de Caxias do Sul – RS

Fechamento total. Suspendemos aulas de italiano, piquenique Cultural, danças típicas trentinas e jantares típicos como: festival do “gnocchi” que estava previsto para o mês de abril em curso. Implantamos aulas de italiano à distância, via redes sociais e virtual. Pretendemos retomar as atividades programadas e resgatar o público, inicialmente ainda pela preocupação quanto à

saúde, depois o aspecto financeiro pela queda da economia, fechamento de empresas e aumento do desemprego. Atendemos de 600 a 700 pessoas entre alunos, familiares e amigos participantes de eventos. Nossa entidade tem o planejamento de eventos para o ano de 2020, porém, não divulgamos em razão da pandemia que nos surpreendeu. Assim que pudermos retomar, reposicionaremos e divulgaremos via site da entidade: www.circolotrentinocaxias.com.br.

Francisco Morelli – Sociedade Italiana do RS, Porto Alegre

Obedecendo as determinações governamentais com fechamento total, o atendimento é feito somente por e-mail ou telefone (“home office”). Foram suspensas as aulas de italiano, eventos envolvendo palestras e música além de eventos gastronômicos como almoços, jantares e o chá das Mães previstos. Sim, iniciamos as aulas virtualmente até podermos retornar as presenciais. Tudo vai depender do período que esta situação permanecer e conforme os desafios se apresentarem vamos tentar resolvê-los da melhor maneira possível para levarmos nossa entidade adiante. Temos em torno de 150 associados além dos familiares que os acompanham. Apenas para lembrar que nossa entidade é a mais antiga em atividade no RS de forma ininterrupta e que ao longo dos seus 126 anos, neste ano completaremos 127 anos de existência, sempre procurando divulgar a cultura italiana nas suas mais diversas formas.

Fabiola Cechinel – Associação “Trevisani nel Mondo” de Tubarão-SC

Adiamos as datas para os projetos físicos e presenciais. Hoje buscamos levar as informações sobre a Itália, em particular para com Treviso e região do Vêneto. Também, como membro da Comissão Estadual para o Bicentenário de Anita Garibaldi, tivemos a mudança de data para a segunda etapa do projeto iniciado em agosto deste ano em SC. Trabalhamos em parceria com a Prefeitura Municipal para algumas atividades culturais no município. Com a atenção das autoridades municipais para com a pandemia, os eventos culturais e esportivos ficaram para o segundo semestre, ou assim que o maior problema de saúde passar. A data para nosso reinício é indefinida, como para tantas as outras situações.

Hoje em algumas escolas da nossa Coordenadoria Regional de Educação temos a Língua Italiana no currículo escolar e damos assistência a professores e alunos. Estamos atendendo as aulas em modo ‘on line’, nossa participação e acompanhamento é totalmente nesta modalidade. Neste momento, a continuidade para com o projeto do Bicentenário de Anita Garibaldi também é feito na modalidade à distância. A orientação dada aos professores foi feita anteriormente à suspensão das atividades presenciais nas escolas. Desta forma, o material histórico-cultural já está em posse dos professores, que aproveita para incluir o conteúdo nas atividades para os alunos desenvolverem em suas casas.

Penso que os desafios serão muitos. Talvez o maior será fazer com que as pessoas tenham novamente a tranquilidade de estar em grupos. As festas italianas, alegres e divertidas, onde haviam abraços, danças e contato físico mais próximo com certeza levarão tempo para criar corpo e forma das realizadas anteriormente a este momento. Outra atividade que realizamos são os intercâmbios culturais e educacionais, onde anualmente organizamos um roteiro turístico, cultural e educacional por várias regiões da Itália. Esta atividade também poderá sofrer um distanciamento na execução, pois as questões econômicas tanto da parte brasileira, quanto da italiana são desconhecidas a partir deste momento. Apesar de já termos um elenco de oito pessoas para uma viagem em janeiro de 2021, neste momento foram interrompidos todos os trabalhos para a organização, seja dos voos, roteiros e estadias.

Somos uma diretoria de 20 pessoas e a estes juntam-se os familiares. Além de termos grupos corais que participam ativamente das nossas atividades, também com familiares e amigos. Nos eventos mais volumosos superamos 400 pessoas.

Acreditamos que este momento será superado por nós todos. O mundo esta passando por momentos difíceis. Mas vamos conseguir superar tudo isto. A nossa Associação Internacional “Trevisani nel Mondo” bem como a Associação Dante Alighieri de Tubarão e Região – Codatur estará empenhada na recuperação de todos os projetos interrompidos neste período. Já informamos as associações italianas parceiras, as escolas, aos setores de hotelaria e turismo, bem como aos órgãos oficiais italianos, com os quais temos contatos, que retornaremos as nossa atividades com a terra que tanto amamos. Neste momento difícil, infelizmente com perda de amigos e conhecidos, queremos deixar claro nosso compromisso em  ajudar, dentro do possível, na reconstrução da nossa ‘Bell’Italia’.

Osvaldir dal Bello – Associação Vêneta de Concórdia

A Associação Italiana Vêneta de Concórdia suspendeu todas as atividades que necessitam da participação presencial dos associados. Só irá retornar às atividades no momento em que as demais instituições que tem no seu escopo atividades similares também o fizerem. As aulas de Italiano dos cinco cursos em andamento, com 46 alunos,  estão sendo ministradas via aplicativo, de forma online.

A entidade comemorou, no dia 15 de março deste ano, 27 anos de fundação.  O principal objetivo da Associação, ao longo deste período, foi trabalhar para a difusão da língua e cultura italiana. Sendo os cursos de Italiano o principal instrumento para levar adiante este propósito. A Associação Italiana conta com aproximadamente 100 associados ativos.

Camila Menegello – Gioveb – ‘Gioventù Veneta del Brasile’- de SP

Cancelamos nossas atividades presenciais e mantivemos a nossa comunicação por e-mail e aplicativos de conversa online. Cancelamos todas as nossas reuniões presenciais, que ocorrem mensalmente. Cancelamos também a nossa missa vêneta, que se realiza todo primeiro domingo de abril. Os próximos eventos estão marcados para junho e julho. Até lá, iremos avaliar a situação para sabermos como proceder. Adotamos o isolamento social como é recomendado. A nossa comunicação ficou apenas online. A crise econômica pode afetar o desenvolvimento das nossas atividades culturais. Como vivemos uma situação sem precedentes, teremos que aguardar como estará a situação pós pandemia para decidirmos como proceder. Temos cerca de 300 sócios. Os jovens do comitê de jovens vênetos pelo mundo, realizaram um vídeo para apoiar a nossa região do veneto a superar esse momento.

Alexandro Veronesi – Associação Vêneta de Orleans – SC

Estamos enfrentando seguindo as orientações do Ministério da Saúde com isolamento social e com todas as nossas atividades suspensas. Em caso de algum assunto que necessite presença, sempre usamos mascaras e luvas.

Suspendemos todas as nossas atividades. Iniciamos a reforma da nossa sede para transformar num centro internacional de cultura italiana, mas suspendemos todos os trabalhos. Suspendemos nossas reuniões presenciais e todos os comunicados são via grupo de whatsapp. Adiamos todos os nossos eventos gastronômicos. Cancelamos a produção do documentário sobre a imigração italiana em parceria com o Centro de Documentação Histórica do Museu ao Ar Livre Princesa Isabel. Também estão suspensas o ingresso de nossos associados até a situação se normalizar. Os avisos e comunicações são todos via grupo whatsapp.

O principal desafio será todos superarmos essa situação com saúde. Depois, tentarmos recuperar os prejuízos financeiros e mantermos nossas contas em dia, porque dependemos muitos dos eventos gastronômicos para arrecadarmos fundos, estamos cobrando uma pequena mensalidade para tentarmos manter as despesas básicas.

Nosso desafio será continuar as obras porque o ano está comprometido pela suspensão de toda a atividade econômica em geral. Somos cerca de 20 associados somando 20 famílias, em torno de 50 pessoas. Foi suspenso a produção do documentário sobre a imigração baseado em documentação que vai mostrar a verdadeira realidade desde a saída da Itália, a chegada nas colônias e a vida nas colônias.

Antonio Henrique Sartore – Sociedade Dante Alighieri – Ribeirão Preto SP

A partir do dia 20 de março passado restringimos o horário de atendimento ao público; a partir do dia 01 de abril passamos a atender apenas via on-line. Foram suspensas a partir de 20 de março as aulas dos cursos de dança folclórica e de teatro. Nossa sede de campo foi fechada para a frequência dos associados a partir do dia 20 de março. Foi suspensa também   a programação de comemoração do Dia das Mães. As demais comemorações programadas como a comemoração da Data della Repubblica e o Festitalia Ribeirão Preto esperam o desenvolvimento da situação.

Foram suspensas as atividades de atendimento aos sócios e ao público em geral. A retomada da normalização das atividades será impactada pelas medidas que foram postergadas nesse momento. Quanto mais durar a quarentena, maior será o prazo para a normalização.

Nossa associação possui hoje cerca de 170 sócios com cerca de 400 dependentes. A denominação oficial de nossa associação é Sociedade Dante Alighieri de Ribeirão Preto. Outras informações sobre nossas atividades podem ser visualizadas em nossa página no facebook: dante.alighierirp

Sandro Giordani – Circolo Trentino di Bento Gonçalves – RS

Estamos parcialmente parados. Nos adaptando a essa realidade. Planejando e adaptando nossos eventos. Na Semana da Cultura e da Arte Italiana que sempre ocorre em Maio estamos nos programando em fazer ações online para poder manter a atividade.

As oficinas regulares estão paradas. Hoje iniciamos a Mora que tem vagas para o pessoal aprender as regras e praticar em casa. Acompanhamento por video conferência. Quando acabar a quarentena, faremos alguns encontros presenciais no Ponto de Cultura Vale dos Vinhedos que é nossa sede.

As oficinas e ensaios de coral e cantoria, as de mora, vime e dressa, culinaria  tipica e Saberes foram suspensas. Algumas estão sendo adaptadas para a forma online para que sejam realizadas o quanto antes. Suspensas até comunicado oficial do poder publico.

As Oficinas de Mora, Historias  & saberes e Lingua Veneta podem ser feitas online. Para as duas primeiras já podem se inscrever no link: https://www.passeiosnovale.com.br/ponto-de-cultura-vale-dos-vinhedos

Creio que seja a participação da comunidade junto a associação. Já era difícil sem pandemia. Agora que não se pode aglomerar pessoas então vai diminuir mais.

Nossas atividades como a “Festa da Cuccagna” ou a “MagnaBento” necessitam de pessoas e contato. Um passeio nos parreirais, faz como?

Temos  em torno de 35 associados. Apoiadores, familias e participantes regulares, em torno de 250. Nossa associação mantém o Ponto de Cultura Vale dos Vinhedos (Ver perfil no facebook). Temos oficinas gratuitas (algumas limitadas) de jogo da mora, Histórias e Saberes, Lingua Veneta.

Se puder divulgar para conseguirmos fechar as turmas e realizar essas oficinas durante a quarentena agradeço. A Mora, por exemplo, de forma online se passa as regras e orientações para os interessados. Podem trabalhar em dupla em casa. oficinas a noite, as 19:30. Por video-conferencia  se orienta e tira duvidas. processo simples, exige atenção e raciocínio  para chegar próximo ao que nossos tios fazem.

Se possível gostaria que divulgasse também as ações do Ponto de Cultura Vale dos Vinhedos de nossa associação, onde de imediato temos oficinas online por causa da pandemia. São as oficinas online de Mora, Historias  & Saberes e Lingua  Veneta. Inscrições gratuitas

 Ildo Ambrosi – Circolo Trentino di São Valentim do Sul – RS 

Bem, com relação às questões que são colocadas neste e-mail, somos uma entidade bastante pequena, mas o Município também é pequeno, onde as pessoas não costumam se envolver muito nas atividades, que também são poucas, na verdade. Nosso “Circolo” gira em torno do Coral Italiano que temos e que, por sinal, é bem bacana. Agora com o Covid-19 parou tudo, não temos mais atividades e, quando retornar, será bem tranquilo.

Isabel Cristina Dalcin Quirino – Circolo Veneto di Santa Maria – RS

Desde o dia 16 de março, por um Decreto da Prefeitura de Santa Maria,  estamos com as portas fechadas na AISM. Tivemos que suspender as aulas de língua e cultura italiana, até porque, na grande maioria, nossos alunos na sua grande maioria, são da UFSM, e com a suspensão das aulas na Universidade e o Decreto Municipal, a freqüência baixou muito.

Foram suspensos também os eventos que teríamos (jantar, Assembleia do C. Deliberativo e outros). Como as aulas presenciais foram suspensas no dia 16.03, no próximo   dia 16, iniciaremos as aulas on line, assim nossos alunos não   perderão   o semestre. Ainda não pensamos nos desafios que teremos que enfrentar quando as atividades forem normalizadas, até porque não temos noção   de quanto tempo ainda temos que enfrentar está situação. Hoje, temos em torno de 2.820 associados na AISM e, destes,  80% são de origem vêneta.

Salete Giassi – Circolo Bergamasco de SC 

Nestes momentos , tanto eu  como o ‘Circolo Bergamasco’ suspendemos nossas atividades. Mesmo porquê eu, a diretoria e os professores de lingua italiana somos do grupo de risco.

Patrick Juliano Zancanaro – Associazione Bellunesi, famiglia Pinhalzinho – SC

Estamos vivendo um momento atípico  e novo. Este ano iniciamos as atividades em fim de janeiro com o planejamento das aulas de Italiano e Talian, das atividades do grupo folclórico, de nossa festa e de nossa viagem que aconteceria em maio para a Itália, para intercambio. Porém tivemos que parar com as atividades presenciais, nossas reuniões de diretoria estão acontecendo via grupo whatsapp,  estamos tentando manter o contato com a ‘Regione’, o Comvesc e entidades irmãs do Brasil e exterior como forma de nos ajudarmos moralmente e humanamente, nos apoiando neste momento tão difícil  para o mundo.

Nós estamos com os ensaios do grupo folclórico, as aulas de Italiano e Talian e nossas reuniões de diretoria suspensas por tempo indeterminado; só poderemos voltar a se encontrar a partir do momento que o governo liberar a reunião de pessoas.

As nossas aulas de italiano e ‘talian’ estão acontecendo de forma normal via grupo de skype, estamos nos adaptando e inovando, usando das tecnologias para que possamos sobreviver e não cessar 100% as atividades. O grupo folclórico estamos fazendo Quiz cultural com intuito de não dispersar nossos participantes e manter a alegria e foco, enviamos alguns videos das danças, musicas e partituras para todos possam fazer alguma atividade em casa junto aos familiares, compartilhamos via vídeo  chamadas atividades que comumente fazíamos todos juntos.

Nossa entidade é mantida pelas mensalidades dos cursos de idioma, mensalidades e eventos, principalmente eventos, e nossa festa que arrecada maior volume financeiro que ajuda a manter as atividades e que aconteceria no mês de junho, já foi cancelada, por motivos óbvios e também porque aqui em Pinhalzinho foi baixado um decreto cancelando festas ate  segundo semestre, a princípio. Esperamos que tudo isso não esfrie a reunião das pessoas que batalham pela manutenção do resgate e manutenção das origens, temos certo receio de perdermos alunos dos cursos de italiano e ‘talian’ e que os jovens percam o interesse em retornar as atividades do grupo folclórico.

Somos em duas entidades italianas no município, porém somos a unica a representar uma região especifica, Hoje somos em mais ou menos 70 pessoas e uma média de 30 famílias participando.

Esse ano, no mês de maio, iríamos participar com parte de nosso grupo folclórico e mais outros representantes de grupos do Brasil no “Raduno dei Gruppi Folk Veneti”, na cidade de Cesiomagiore, em Belluno, promovido pela associação de grupos folclóricos vênetos. Iriamos representar a comunidade vêneta do Brasil, porém  essa semana foi cancelada e adiada para 2021. Já tivemos que cancelar a Banda ‘Stella di Pietra’ que iria tocar nosso baile, essa pandemia está  atingindo os mais diversos setores e muito nos preocupa. No município abriu um edital através do conselho de cultura com uma ajuda de custo às entidades, porém, em virtude deste problema, foi cancelado, ou seja, a questão financeira contribuirá em muito para o desmoronamento das entidades culturais aqui e no país.

Soraia Scigliano – UIM Unione Italiani nel Mondo E ITAL-UIL, de SP

Desde o primeiro momento a ITAL/UIL, respondendo às indicações da sede na Italia e das autoridades brasileiras, resolveu fechar os escritorios e suspender o atendimento ao público, para proteger a saúde dos próprios funcionários bem como de todas as pessoas atendidas.

Foram suspensas todas as principais atividades da entidade (atendimento pensões e cidadania); o INPS (instituto de previdência italiano) resolveu suspender a certificação da existência em vida dos beneficiários no exterior de benefícios italianos, normalmente feita neste período. Isso nos ajudou a evitar mais dificuldades e problemas. O fechamento continuará enquanto a quarentena for declarada pelos governos estaduais brasileiros.

De imediato abrimos um endereço eletrônico especifico para esta emergência (urgenciaital@uil.org.br ) como também um número de telefone especial para contatos pelo whatsapp ( 011.984822199 ).  Dessa maneira foi possível manter o relacionamento e o atendimento com o nosso público, considerando que depois de receber os contatos a sede nacional de São Paulo transmite para os diversos escritórios do Brasil os pedidos para uma pronta resposta.

Boa parte do nosso público, principalmente na área da previdência, è idosos; nesse caso continuaremos a fortalecer o atendimento à distancia, melhorando todos os sistemas e as tecnologias dedicadas.   No caso da cidadania italiana, sem duvida mudará alguma coisa tanto ao atendimento consular quanto àqueles que preferem viajar para Itália para apresentar a documentação nos ‘Comunes’. Estamos nos preparando para essa nova fase.

O patronato ITAL trabalha em conjunto com a associação UIM; nem todos os nossos assistidos são sócios, mas os nossos contatos (pessoas e famílias) são milhares em todo o Brasil.   Cerca de mil familias somente em São Paulo. Com os escritórios de São Paulo, São Caetano do Sul, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza, a ITAl-UIL representa uma das maiores redes de serviços para italianos e descendentes no Brasile  e no mundo. Temos muito orgulho disso. A nossa página na internet ( www.uil.org.br) tem todas as informações necessárias para quem quiser conhecer melhor os nossos serviços

Luciano Vencato Gastaldo – Comvers – Comitê das Associações Vênetas do RS

Inicialmente te parabenizo pelo brilhante trabalho realizado pela Revista Insieme, importante veículo de  comunicação  que permite a aproximação da Comunidade italo-brasileira a seus direitos, projetos e ações em prol da Cultura Italiana.

O Comvers –  Comitato Vêneto do Estado do Rio Grande do Sul, atualmente com mais de 40 Entidades Associadas, está com suas atividades paralisadas. Nossa Assembleia Ordinaria agendada para 28 de março na Cidade de Marau foi cancelada no mesmo dia que o Prefeito Iura Kurtz publicou   Decreto Municipal  n.5.643 de 13 de Março de 2020 com restrição de dinâmicas sociais, em alinhamento com Secretaria Estadual de Saúde do RS e Ministério da Saúde no combate a Pandemia de Coronavírus. A decisão se mostrou importantíssima visto que  Marau é hoje um dos Municípios do Interior do RS com  incidência significativa da doença.

Os projetos que iríamos desenvolver durante o ano de 2020 que apresentaríamos em Assembleia estão cancelados por tempo indeterminado, entre eles, o Projeto “25 Leoni di San Marco nell’8 Província Veneta”, que foi um grande sucesso no ano de 2019, apresentado na Consulta dei Veneti nel Mondo em Cansiglio-Belluno no ano de 2019 e que inaugurou,  na sua primeira fase, cinco belos Monumentos na localidade de Vale Vêneto, Município de São João do Polesine, Jaguari, Monte Belo o Sul, Nova Prata e Arvorezinha. Foi realizado um livreto desse projeto com apresentação do Governador Luca Zaia  e será apresentado na nossa próxima Assembleia, ainda sem data definida.

Esse ano estão previstos mais cinco monumentos em cidades com Entidades associadas ao Comvers, lançamento do Livro dos 150 anos da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul  organizado pelo  nosso 2º Vice-Presidente Ademir Bacca, além de várias atividades programadas junto a nossas associadas. Todas essas atividades estão suspensas e nosso foco agora é a preservação da vida e novas ações dependerão de liberações de entidades governamentais em concordância com autoridades de Saúde.

Registramos também que recebemos ofício da Região do Vêneto, de 01 de abril de 2020, em que o Governo relata que os projetos de Intercâmbio, iniciativas culturais e atividades de gemellaggio, estão a princípio canceladas no ano de 2020. Nesse momento de enfrentamento a essa crise mundial, somos solidários ao Governo do Vêneto e buscaremos alternativas, como a internet e as redes sociais, para mantermos vivas nossas raízes culturais e fortalecer os projetos em desenvolvimento.

Pessoalmente, acredito, que o formato de muitos projetos irão mudar a partir de agora, com as autoridades sanitárias dos países mais restritivas a viagens internacionais, além de diminuição de recursos disponíveis para projetos culturais. O Futuro é incerto e esse é um ótimo momento para assumirmos uma postura positiva e de união dentro do associativismo, pois nossos desafios para a preservação da Cultura Veneta serão enormes.

Devino Gerardi – Circolo Italiano di Joinville – SC

O Circolo Italiano de Joinville conta atualmente com cerca de 500 associados, acolhendo orientações emanadas do poder público suspendeu, dentro de suas dependências, as atividades que envolvem aglomerações de pessoas, como coral, teatro, jantares. No entanto o Circolo não suspendeu todas suas atividades.

Estão funcionando a distância: Reunião da Diretoria, realizada por vídeo conferência. A secretaria com, a secretária trabalhando com atendimento “home off”. As Escolas, ministrando aulas on-line.

Um dos principais desafios pós pandemia será retomar os preparativos para a comemoração dos 25 anos de fundação do Circolo que se encontram em passo de espera, bem como retomar a rotina do Circolo em sua  plenitude e dinamismo.

Sergio J. Damiani – CCBI Circolo Culturale Bella Italia – Santa Cruz do Sul RS

O “Circolo Culturale Bella Italia SC-RS – “CCBI – , do Município de Santa Cruz do Sul – RS, está em fase de construção de sua sede própria e, por isso, não temos atividades regulares que necessite fazermos ajustes. Mesmo assim, deixamos de realizar varias atividades entre elas: Eleição da Diretoria 2020/2022, no mês de março (cancelamos assembleia convocada para eleição, para atendermos medidas do Ministerio da Saúde contra Covid-19); Filó de Posse da Diretoria e “Racontando” de Inicio do Ano Letivo – Aulas de Língua e Cultura Italiana; Suspensão temporária do inicio das aulas presenciais de Lingua e Cultura Italiana; Suspensão temporária dos Ensaios de Dança Folclórica Italiana( parceria com Escola Petituba); Suspensão temporária dos Ensaios de Cantos Italianos pelo Grupo Cantante do CCBI. As Aulas de Lingua e Cultura Italiana passaram a ser ( temporariamente)on line;

Um desafio será  retornar às atividades tradicionais agendadas (reuniões de Diretoria; convocar Assembléia para eleger e dar posse a nova Diretoria; retomar as aulas de danças italianas; retornar aos ensaios de cantos italianos pelo Grupo Cantante.) Realizar atividades que fazem parte permanente do calendário de eventos do CCBI, como: Almoço em comemoração à Imigração italiana no RS; ‘Cena Danzante’ pelo aniversário do ‘Circolo’; participação no evento Mosaico Cultural, em parceria com Prefeitura e outras entidades, levando motivação aos associados e simpatizantes da Cultura Italiana na comunidade onde estamos inseridos. Com a retomada das atividades dentro da normalidade, mostrar aos associados e simpatizantes da cultura italiana que, apesar das dificuldades impostas por circunstâncias alheias à nossa vontade, a garra e vontade de vencer é uma característica inerente à nossa italianidade.

A entidade envolve aproximadamente 300 famílias entre associados e simpatizantes. O CCBI está aberto a reunir todos os descendentes italianos e simpatizantes da cultura italiana, quer seja pela participação em nossas atividades formais, quer seja nos eventos sociais/lazer que proporcionamos ou associando-se ao CCBI. Precisamos da ajuda de todos para tornarmos realidade o sonho de vermos nossa sede própria construída, para abrigarmos a todos que carregam no peito o sentimento da italianidade.

Guiomar Chies – Associação Artística, Cultural e Recreativa Stella Alpina – Caxias do Sul – RS

Suspendemos todas as atividades, tanto na parte do restaurante como os ensaios do grupo de canto e apresentações. Adiamos a gravação de um CD. Suspendemos os ensaios das quartas, cancelamos apresentações na Festa da Uva em março e participações religiosas em abril. Retornaremos quando for permitido as aglomerações que, em nosso caso, são integrantes das apresentações. Não temos outras formas de atendimento.

 Não teremos maiores desafios a enfrentar quando da reabertura das atividades. A entidade tem seu grupo de canto que envolve dez pessoas; nos nossos eventos mensais, jantares, participam em torno de cem pessoas. Nossa entidade completará, no mês de agosto, 40 anos de existência.

Fred Duerk Wachholz – Lira-Circolo Italiano di Blumenau – SC

Estamos obedecendo o decreto do senhor Governador do Estado que determinou a quarentena até o final do mês de maio. Desde o dia 13 de abril estamos apenas fazendo atendimento via telefone. O Clube suspendeu todas as atividades sociais, escolares e aluguel de espaços para eventos de sócios e terceiros. As noites de San Gennaro que acontecem a cada dia 29 do mês, também estão suspensas temporariamente. A Scuola d’Italiano Giuseppe Garibaldi suspendeu suas atividades presenciais e os alunos estão fazendo aulas no sistema online.

Os principais desafios do clube são a reorganização de todo o calendário de atividades e início das aulas presenciais que, em princípio, devem retornar em junho, se não houver prorrogação da quarentena. O agendamento de festas a partir de agosto, por enquanto, não sofreu alteração. A Festitalia deste ano foi transferida sem data prevista para acontecer. Atendemos diretamente  180 famílias associadas que perfazem um total de 720 pessoas. Assim que for liberado, o Lira Circolo Italiano di Blumenau não medirá esforços para reunir novamente todos os seus associados e dependentes em seus congraçamentos e divulgação da Língua e da Cultura Italiana.

Aproveitamos a oportunidade para informar o novo Diretor Presidente do Lira Circolo Italiano di Blumenau, BIÊNIO 2019-2021 é  Udolino Campestrini.

Laércio Luiz Moser – Circolo Trentino di Florianópolis – SC

Como nosso serviço não entra na categoria de essencial, nossas atividades de atendimento presencial estão suspensas desde o dia 18.03.2020 até que os órgãos competentes liberem as restrições vigentes. Nesse interim, a resposta automática de nosso telefone e aviso na porta de nossa sede dão orientações de como podemos ser contatados no ambiente de “home office”.

Estava programado um culto ecumênico com Missa cantada em italiano como celebração da Páscoa, esse evento foi cancelado. Transferimos para o segundo semestre a cobrança da anuidade. Aguardamos, como todos, o retorno a normalidade para então voltar a realizar atividades para nossos associados. Além de “home office”, conforme mencionado anteriormente, o Circolo também está presente na mídia com postagens no FaceBook e Instagram, além de realizarmos trocas de mensagens diárias pelo WhatsApp.

Por enquanto, decorrido um mês de quarentena, não temos ainda ideia clara de quais seriam esses desafios futuros. Entendemos que com o término deste período, deverá ocorrer  uma mudança de costumes e hábitos! Tão logo voltemos ao normal, a diretoria do ‘Circolo’ fará um novo plano de ação, de acordo com o novo cenário! Temos 250 famílias registradas, tendo cerca de  100 famílias mais atuantes. Convêm salientar que a ATnM comunicou que suspendeu temporariamente  todas suas atividades! 

Marco Antonio da Silva – Circolo Italiano de Riacho Grande – São B. do Campo – SP

Suspendemos nossas atividades, sem atendimentos presenciais, principalmente os ensaios do nosso coral “Bicchieri d’Oro” e as atividades sociais programadas para o período. Não houve necessidade de suspensões, pois, por exemplo, nossa entidade não possui curso de italiano. O desafio principal será retomar a motivação de todos para sairmos como um grupo mais forte e entender o que passamos nos serve de motivação. Atendemos cerca de 60 famílias.