Ex-cônsul Borgomanero é homenageado pela cidade de Curitiba

PATROCINANDO A SUA LEITURA

u CURITIBA – PR – O ex-cônsul geral da Itália em Curitiba, ministro plenipotenciário Guido Borgomanero (falecido em 23 de fevereiro de 2005) está sendo homenageado pela Câmara Municipal de Curitiba. Por iniciativa da vereadora Julieta Reis, um logradouro público da capital paranaense terá a denominação de “Cônsul Guido Borgomanero”. A prioposição transformada em lei levou o número 09.00017.2005.

Na justificativa, Julieta Reis descreve o ex-Cônsul como um “Crítico de artes e música, envolvido em promoções culturais no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, divulgando a cultura italiana, em especial com o Instituto Dante Alighieri em Curitiba.”

Ainda segundo a justificativa, Borgomanero nasceu em Cesenático, na Itália, iniciou os estudos em Lima, no Peru; fez curso superior de violino e doutorado em jurisprudência e ciências políticas na Universidade de Roma; falava e escrevia em seis línguas. No Rio Grande do Sul, na cidade de Mata, perto de Santa Maria, é patrono do Museu Guido Borgomanero, com cerca de 2.500 peças de madeira fossilizadas, um dos principais atrativos turísticos da região.

Durante muito tempo, Borgomanero foi colaborador da Revista Insieme. Ele foi também presidente do Círculo Emilia Romagna de Curitiba, cidade que lhe deu o título de Cidadão Honorário por tê-la escolhido para viver desde que se aposentou na carreira diplomática, em, 1984.