Matrículas abertas na Dante Alighieri de Curitiba até o fim de fevereiro. Centro cultural pretende dinamizar atividades para ampliar quadro social

1022

Centro cultural revitaliza escola e oferece vantagens para associados e participantes de suas atividades culturais. Horários são flexíveis


 

Com horários bastante flexíveis para acomodar da melhor forma possível os interesses dos alunos, os cursos regulares de língua e cultura italiana ministrados pelo Centro Cultural Ítalo-Brasileiro Dante Alighieri, de Curitiba, terão início no dia 29 próximo, segundo anuncia a direção da entidade. Os cursos em regime intensivo terão início no início do mês seguinte, isto é, dia 2 de março.

PATROCINANDO A SUA LEITURA

As matrículas já estão abertas. Além dos cursos regulares, com duração de quatro anos, e dos intensivos, de dois anos, a Dante Alighieri oferece cursos nas modalidades de “Aulas Vip” e “Aulas para executivos”. A diferença básica entre os cursos regular e intensivo está no regime de aulas: o regular tem uma carga horária diferente e menos intensiva, isto é, duas horas semanais em oito semestres, enquanto no intensivo a carga horária é de quatro horas semanais durante quatro semestres.

Segundo explica a coordenadora didática do Centro Cultural, professora Doris Draghi, “após esses períodos, os alunos estarão aptos a falar, ler e escrever fluentemente”. O material didático utilizado pela Dante é o “Nuovo Progetto Italiano”.

As aulas são ministradas ao longo do período matutino, vespertino ou noturno, sempre na própria sede da entidade, que fica no centro da cidade (Rua Desembargador Westphalen, número 15). Elas são organizadas dependendo da demanda. Sócios e participantes das atividades culturais da Dante, que este ano está completando 70 anos de fundação, tem bonificações específicas nos preços.

Como uma das escolas de língua italiana mais tradicionais de Curitiba, a Dante Alighieri é, também, o canal exclusivo para toda a Região Sul do Brasil (Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) da certificação através do Plida – Projetto Língua Italiana Dante Alighieri. “Essa certificação – explica Doris Draghi – habilita o aluno a estudar em universidades na Itália e, também, para cumprimento da recente exigência na obtenção da cidadania italiana por naturalização através do casamento (cônjuge não oriundo).

Os exames de avaliação do Plida são feitos em duas épocas do ano: uma em junho, e outra em novembro. Se o aluno interessado na certificação precisar, há ainda a possibilidade de reforço nas aulas oferecidas com essa finalidade pela própria escola.

Já Deivis Helen Calamucci El Huisseini, nova presidente da entidade desde o final do ano que passou, está à testa da organização de um programa que visa um maior envolvimento dos associados através de múltiplas atividades culturais e gastronômicas, paralelamente à programação alusiva ao 70º aniversário de fundação do Centro Cultural. Um trabalho de marketing voltado à valorização da tradicional entidade e sua reinserção na comunidade italiana de Curitiba foi confiado à expertise do diretor Paulo Furletti.