Província de Treviso também adere ao projeto da Rota Italiana no Meio-Oeste catarinense

1462

TREVISO – ITALIA – A Província de
Treviso também se comprometeu a apoiar e a ajudar no desenvolvimento do Projeto
da Rota Italiana, que envolve 15 municípios do centro-oeste catarinense. Isso
ficou acertado durante a recepção que o presidente da Província, Leonardo
Muraro, fez à missão
catarinense que se encontra na Itália,
na manhã de hoje (12.11.2009), na
nova sede do governo provincial. Muraro concordou também com a possibilidade de
realização de acordo entre a Província italiana e o governo do Estado de Santa
Catarina, envolvendo os respectivos órgãos de fomento ao turismo. No encontro
esteve presente, também, representando o secretário para Fluxos Migratórios do
Vêneto, Oscar De Bona, o dirtetor da mesma pasta, Egidio Pistore.
O encontro
foi altamente produtivo, na avaliação de ambos os lados. “Vocês têm uma história
milenar aqui – disse o vice-presidente da Província, Floriano Zanbon, que é
também o responsável pelo setor de turismo – à qual se agrega outro século de
história no Brasil. Mas essa é toda a vossa história”, disse ele, fazendo votos
para que a cooperação pretendida seja iniciada o quanto antes possível. Ele
recebeu – e aceitou – convite para estar em Santa Catarina já no início do ano
que vem. Além de abranger outras áreas da economia e da cultura, a cooperação
vêneto-catarinense deverá se voltar mais ao setor de turismo, explorando o
argumento das rotas ou caminhos – uma identidade que une já de início as formas
adotadas em Santa Catarina e em Treviso.
A delegação de Santa Catarina, que
inclui 11 prefeitos, quatro empresários, três representantes do governo
estadual, além de diretores da Fundação de Turismo do Vale do Contestado e da
própria Associação dos Amigos da Rota Italiana, visitou hoje também Escola
Enológica de Conegliano. Os municípios catarinenses que se dedicam ao plantio da
uva e à fabricação de vinho pretendem o apoio técnico dessa que é a mais antiga
escola enológica da Itália. No final da tarde, a delegação catarinense visitou a
cantina Carpenè Malvolti.
Hoje as visitas estarão concentradas na Província
de Belluno, com contatos entre prefeitos brasileiros e italianos, interessados
na realização de “gemellaggios”. No sábado, estão previstas visitas e contatos
na Província de Vicenza. De acordo com pesquisa realizada na área da Rota
Italiana, Treviso, Belluno e Vizenza são as três Províncias de onde se origina o
maior número de ítalo-descendentes hoje residentes no meio-oeste catarinense.