u A Secretaria de Relações Internacionais do PT – SRI divulgou nota nesta semana em que recomenda aos militantes do partido que ajudem as campanhas dos candidatos locais de esquerda e centro-esquerda ao Parlamento italiano, cujas eleições acontecem em 13 e 14 de abril.

PATROCINANDO SUA LEITURA


O PT apóia as listas encabeçadas por Walter Veltroni, do Partido Democrático (PD), e por Fausto Bertinotti, apoiado por outros setores da esquerda italiana. Leia abaixo a nota da SRI:


Nota sobre as eleições italianas:


1. O PT recebeu correspondência, datada de 4 de março, vinda do Partido Democrático, da Itália, assinada por Maurizio Chiocchetti e por Luciano Vecchi.


2. Nesta correspondência, o PD pede que o PT ajude a sensibilizar a opinião pública e os cidadãos italianos residentes no Brasil a votarem pela lista e candidatos do Partido Democrático.


3. Na eleição anterior, o DN apoiou a lista da coligação Unioni. Os votos dados pelos eleitores residentes na América Latina foram decisivos para a derrota de Berlusconi.


4. Vale dizer que, então, a Unioni incluía todos os partidos italianos com os quais o PT mantém relações: DS, RC (Refundazione Comunista) e PdCI (Partito dei Comunisti Italiani).


5. Hoje, os DS se fundiram com os Margherita e criaram o PD, cuja lista é encabeçada por Walter Veltroni, prefeito de Roma.


6. Ao mesmo tempo, RC, PdCI, mais outros setores, inclusive o setor dos DS que não aceitou a criação do PD, estão apoiando outra lista, encabeçada por Fausto Bertinotti (presidente da Câmara italiana).


7. Tendo em vista isto, o Partido dos Trabalhadores recomenda aos militantes petistas, em particular aos que têm direito a voto nas eleições italianas, que ajudem na campanha das listas de esquerda e centro-esquerda, seja na lista encabeçada por Veltroni, seja na lista encabeçada por Bertinotti, com o objetivo de impor uma derrota à direita italiana.


* Secretário de relações internacionais do PT