Tremaglia chega ao Rio de Janeiro e recebe documento contendo principais reivindicações da comunidade ítalo-brasileira

u RIO DE JANEIRO – RJ – Apenas chegou ao Rio de Janeiro – primeira escala de sua longa agenda de compromissos no Brasil – e o ministro dos Italianos no Mundo, Mirko Tremaglia, recebeu, junto com as boas vindas, um documento contendo reivindicações relativas à “fila da cidadania”,  à estrutura dos consulados, à assistência direta e indireta aos cidadãos italianos e aos recursos destinados aos Comitês (Comitê dos Italianos no Exterior). Entre as reivindicações está também a que reivindica o direito à cidadania italiana pela via materna, aos nascidos antes de 1948.

PATROCINANDO A SUA LEITURA

O documento tem a data de 20 de maio e, assinado pelos presidentes dos Comitês de Recife, Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro e pelo Intercomites (entidade que congrega os Comitês), é dirigido ao ministro com cópia ao embaixador da Itália no Brasil, Michele Valensise.

“É com grande satisfação que lhe recebemos nesta terra maravilhosa – inicia o documento entregue a Tremaglia – que foi e que é tão generosa e acolhedora para o maior número de imigrantes desde 1850”. O Brasil – prossegue o documento – hospeda cerca de 25 milhões de descendentes italianos, e por isso “a sua visita é muito importante para nós – italianos que com suor e muito trabalho se integraram e se fizeram respeitar por um povo, sempre de origem latina, mas com cultura muito diferente”.

O Intercomites considera oportuno – prossegue o texto – colocar em evidência alguns problemas presentes em todo o território:

CIDADANIA: esta lei colocou em grande evidência a urgente necessidade de melhorar as estruturas consulares. Para obter este direito constitucional são necessários, em média, 10 anos. É indispensável:

• agilizar os processos,

• melhorar as estruturas (consulares),

• possibilitar a reabertura para a reaquisição da cidadania aos naturalizados,

• dar o direito de cidadania aos filhos de mães italianas nascidos antes de 1948.

CONSULADOS: Em muitas circunscrições a Itália deixa uma má imagem devido à deficiência de pessoal. É muito importante que seja revisto o capítulo relativo aos contratados temporariamente, para poder melhorar uma situação que é crítica.

VOTO NO EXTERIOR: é indispensavel a unificação do registro civil com a ajuda de seu Ministério que tanto tem lutado e está realizando pela italianidade! É sabido em todo o mundo que os registros do Ministério do Interior (Aire) é a pior que existe…

ASSISTÊNCIA DIRETA E INDIRETA: o Brasil teve um grande corte neste capítulo num momento muito crítico para a nossa comunidade que necessita, as exigências de assistência aumentam todos os dias e muitos pedidos são descartados por falta de recursos; pede-se sua intervenção para que o Brasil seja inserido na unidade de crise da América do Sul.

RECURSOS PARA OS COMITES: Na América do Sul, ao contrário da Europa, temos sofrido cortes radicais nos recursos destinados a estas instituições tão caras ao Senhor, e infelizmente temos a obrigação de lembrar de ir às núpcias com os figos secos….

Senhor Ministro, queremos lhe agradecer pelos 46 anos de lutas em favor dos italianos no exterior e por nos ter dato o direito do exercício do voto.

Agora precisamos nos organizar para fazer com que a Outra Itália, formada por 4 milhões de cidadãos e por 60 milhões de pessoas em cujas veias corre sangue italiano, possa caminhar junto!

Na certeza que fará o possível para atender nossos pedidos, apresentamos nossas boas vindas ao Brasil!

Assinam o documento: Salvador Scalia (Recife), Rita Blasioli Costa (São Paulo), Silvano Valentino (Belo Horizonte), Gianluca Cantoni (Curitiba). Adriano Bonaspetti (Porto Alegre) e Francesco Perrotta (Rio de Janeiro – Presidente Intercomites Brasile)

 

O ministro Tremaglia cumpre, até o dia 6, extensa agenda de visitas no Brasil. Além do Rio de janeiro, estão previstos encontros em Brasília, com autoridades e agentes diplomáticos da Itália no Brasil, a Belo Horizonte, Vitória, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. No Dia 2 de junho –  data da República Italiana, estará na Capital paulista e  participa das solenidades programadas para o Clube Speria.


  

Il documento in italiano

 

u Rio de Janeiro, 29 Maggio 2005

S.E. Ministro degli Italiani nel Mondo On. Mirko Tremaglia

S.E Ambasciatore d’Italia in Brasilia S.E. Michele Valensise

Con grande soddisfazione La riceviamo in questa terra meravigliosa che è stata ed è, tanto generosa e accogliente per il maggior numero di immigranti italiani fin dal 1850.

Il Brasile ospita circa 25 milioni di discendenti italiani, la sua visita è molto importante per noi!

Italiani che con il sudore e molto lavoro, si sono integrati e fatti rispettare da un popolo, sempre di origine latina, ma con cultura tanto differente!

L’ Intercomites ritiene opportuno mettere in evidenza alcune problematiche presenti su tutto il territorio:

CITTADINANZA: questa legge ha messo in grande evidenza l´urgente necessitá di potenziare le strutture consolari. Per ottenere questo diritto costituzionale sono necessari in media 10 anni. È indispensabile:

• snellire le procedure,

• potenziare le strutture,

• possibilitare la riapertura per il riacquisto della cittadinanza ai naturalizzati,

• dare il diritto di cittadinanza ai figli di madre italiana nati prima del 1948.

CONSOLATI: in molte circoscrizioni l’Italia lascia una brutta immagine causa la deficienza del personale. È molto importante che sia rivisto il capitolo relativo ai contrattisti, per poter migliorare una situazione ormai critica.

VOTO ALL´ ESTERO: é indispensabile l´unificazione dell´anagrafe con l’ aiuto del suo Ministero, che tanto ha lottato e sta facendo per l´italianitá! Ormai é riconosciuto a livello mondiale che l´anagrafe del Ministero degli Interni (AIRE) é la peggiore esistente…..

ASSISTENZA DIRETTA E INDIRETTA: Il Brasile ha ricevuto un grosso taglio su questo capitolo in un momento molto critico per la nostra comunità necessitata, le esigenze di assistenza aumentano giornalmente e molte richieste sono accantonate per mancanza di fondi, si richiede un Suo intervento affinché il Brasile sia inserito nell’unità di crisi del Sud America.

FONDI COMITES: In Sud America al contrario dell’Europa abbiamo subito tagli radicali sui fondi destinati a queste istituzioni a Lei tanto care, purtroppo abbiamo l’obbligo di ricordare che andare a nozze con i fichi secchi…

Sig. Ministro, la ringraziamo per i 46 anni di battaglie in favore degli italiani all´Estero e per averci dato il diritto dell’esercizio del voto.

Ora occorre organizzarci per permettere all’Altra Italia, formata da 4 milioni di cittadini e da 60 milioni di persone nelle cui vene scorre sangue italiano, di camminare insieme!

Nella certezza che fará il possibile per esaudire le nostre richieste, Le porgiamo il nostro benvenuto in Brasile!

Salvador Scalia – Recife

Rita Blasioli Costa – São Paulo

Silvano Valentino – Belo Horizonte

Gianluca Cantoni – Curitiba

Adriano Bonaspetti – Porto Alegre

Francesco Perrotta – Rio de Janeiro Presidente Intercomites Brasile