Começa a ‘grande negociação’ pelos consulados italianos em SC e ES, anuncia Mezzogiorno

0
682

Com a provocação parlamentar aos governos do Espírito Santo e de Santa Catarina, está começando “grande negociação” para a instalação de dois novos consulados italianos nos dois Estados brasileiros detentores do maior percentual de descendentes de italianos em todo o Brasil.

A informação é do conselheiro da Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina, Diego Mezzogiorno, que há algum tempo vem liderando o movimento dos dois Estados junto aos governos brasileiro e italiano – este último representado pelo embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini.

O embaixador italiano tem reiterado, segundo Mezzogiorno, que esteve recentemente com o diplomata tratando do assunto, não apenas seu apoio à reivindicação como, também, tem declarado querer esses dois consulados tanto em função da quantidade de ítalo descendentes que vivem nos dois Estados, como também pelas oportunidades econômicas que eles representam.

Segundo Mezzogiorno, depois dos pronunciamentos políticos nos parlamentos catarinense e capixaba, será a vez dos governadores e suas bancadas iniciarem a conversação diretamente com a Embaixada da Itália, o que deverá ocorrer dentro de duas semanas.

O papel dos governos dos dois Estados será, basicamente, o de oferecer condições físicas para o funcionamento das duas unidades consulares, que deverão ser estruturados nos moldes do Consulado Italiano de Minas Gerais.

O passo mais aguardado é a visita a Roma de uma comissão brasileira, com a participação do Ministério das Relações Exteriores, para tratar do assunto diretamente com o governo italiano.

Otimista – conforme se pode conferir no vídeo gravado com exclusividade para o site Insieme – ele calcula que “já no começo do próximo ano teremos os dois escritórios consulares em funcionamento”, facilitando não apenas a vida dos ítalo descendentes de Santa Catarina e do Espírito Santo, mas também os do Paraná e do Rio de Janeiro, cujos consulados terão menor carga de trabalho.