Disposição do governo do Paraná pode fomentar retomada do ensino da língua e cultura italiana nas escolas públicas

1083

A depender das declarações realizadas após o encontro havido hoje no Palácio Iguaçu, em Curitiba, entre o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, e o cônsul geral da Itália em Curitiba, Rafaele Festa, o ensino da língua italiana em escolas da rede pública estadual de ensino poderá ser retomado. “Vamos estudar alguns projetos para fortalecer o ensino do idioma italiano no Estado”, disse o governador, segundo divulgou sua assessoria, através da Agência de Notícias do Paraná.

O encontro entre Massa e Festa foi o primeiro depois da posse do novo governo do Estado, na sucessão de Cida Borghetti, que é conselheira do Comites – ‘Comitato degli Italiani all’Estero’ para o Paraná e Santa Catarina. Há alguns dias Festa esteve também em visita oficial ao governador do Estado de SC. Nesse encontro teriam sido tratados assuntos relativos à instalação da reivindicada sede consular em Florianópolis. Ambos os encontros foram realizados sem a presença do Comites, contrariando a tradição.

No encontro de hoje, o governador Ratinho Júnior teria observado a Festa que o Paraná foi palco de “uma colonização italiana muito forte e além do processo cultural e da questão do trabalho, tem também a relação econômica. São Muitas empresas italianas com sede no Paraná” e a ideia “é fortalecer ainda mais” os laços do Estado com a Itália.

O governador, que é também descendente de imigrantes italianos, disse ainda – segundo sua assessoria divulgou – ter “interesse em fomentar as festas italianas, que atraem um grande público e têm reflexo no turismo festivo, que ajuda a movimentar a nossa economia”.

Do encontro entre Ratinho Júnior e Festa participaram também o vice-governador Darci Piana, e o secretário de Estado da Comunicação e Cultura, Hudson José. “Entre os interesses do Governo do Estado – divulgou o Palácio Iguaçu – está um projeto para o ensino da língua italiana nos colégios estaduais, no contraturno escolar, além do apoio em ações culturais promovidas pela comunidade italiana do Estado”.

O ensino da língua e cultura italiana em escolas da rede pública no Estado do Paraná em áreas como o Planalto Central, e no Oeste e Sudoeste do Estado e também em cidades do Norte do Estado, teve acentuado declínio nos últimos anos, com os cortes no financiamento de projetos nesse sentido pela própria Itália, que desenvolvia parcerias não apenas com o governo do Estado, mas também diretamente com municípios.