Em São Paulo, a festa é outra

393

Nascido na cidade de São Paulo, neto de lombardos,  emilianos, toscanos e vênetos, e apaixonado desde sempre pela Itália,  fico curioso em saber:  existirá festa italiana em outras capitais brasileiras que não reconheça a importância da imprensa na difusão de seu calendário, de modo a divulgá-lo o  mais amplamente possível?

Festa com DNA italiano em São Paulo, sabe, desde sempre, que o bom relacionamento com jornais, revistas, emissoras de rádio e televisão, sites, imprensa itálica e redes sociais é vital para o sucesso do evento.

Festa com alma e coração italianos  em São Paulo dedica atenção especial aos jornalistas, afinal, a cobertura do evento e sua difusão massiva ou capilar, sem custo algum, garante visibilidade plena. E exposição  máxima, em evento de qualidade e ainda por cima de caráter  beneficente,  tem como resultado casa cheia.

Nos anos 80, quando atuei como editor do jornal Il Corriere, não encontrei nenhuma festa insensível ao meu trabalho. Pelo contrário. Fui sempre recebido de portas abertas  incentivado a fazer a melhor cobertura jornalística possível.

Festa italiana em São Paulo. Começa bem, termina melhor ainda. E quando acaba, a gente aplaude, agradece e pede mais um bis ao maestro e sua orquestra.

Será assim em outras capitais do Brasil?

  • Eduardo Fiora é jornalista profissional em São Paulo-SP