Itália e Santa Catarina prosseguem entendimentos para a instalação de agência consular em Florianópolis. Vinda de Merlo a SC foi cancelada

1186

“Na reunião com as autoridades de Santa Catarina confirmei a intenção do governo italiano de abrir a agência consular. Nós concordamos em continuar conversando e trabalhando neste importante projeto para a comunidade italiana”. Foi assim que o embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, respondeu à pergunta sobre o resultado de sua viagem, ontem, a Florianópolis, para um encontro institucional com o governo do Estado, durante o qual seriam tratados assuntos relacionados à implantação de uma agência consular na capital do Estado, para a melhoria dos serviços de atendimento à comunidade ítalo-catarinense.

O Embaixador, acompanhado do cônsul geral em Curitiba, Raffaele Festa, e do cônsul honorário em Florianópolis, Attilio Colitti, foi recebido pela vice-governadora Daniela Reinehr (o governador, ao que consta, se encontrava em Brasília) no período da tarde, após o que esteve em visita à sede do Cibsc – Círculo Ítalo-Brasileiro de Santa Catarina.

A instalação da agência consular em Florianópolis é assunto em pauta desde o governo anterior, que havia prometido a cessão de uma área para o funcionamento dos serviços. Com o novo governo, a matéria voltou à estaca zero e as negociações recomeçaram com uma visita recente do secretário de Articulação Internacional, Derian Campos, ao embaixador, que ontem tinha agenda marcada com o governador Carlos Moisés.

Essa visita seria preparatória à vinda, anteriormente anunciada, do subsecretário para os italianos no exterior da Fernesina e senador Ricardo Merlo, acompanhado de Luigi Maria Vignali, diretor geral para os italianos no mundo do Ministério das Relações Exteriores e Cooperação Internacional, programada para a primeira quinzena deste mês de junho. Segundo Insieme apurou esta manhã, Merlo virá somente ao Espírito Santo, no dia 13 próximo.

Em ato preparatório a essas duas visitas, o presidente do Comites – ‘Comitato degli Italiani all’Estero’ para o Paraná e Santa Catarina e também coordenador do Maie – ‘Movimento Associativo Italiani all’Estero’ no Brasil, Walter Petruzziello, esteve dias 13 e 14 últimos em Florianópolis, onde se reuniu, no gabinete do deputado estadual Vicente Caropreso, com Derian Campos e Douglas Gonçalves (executivo de Relações Institucionais do governo catarinense) e também com o secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, e o superintendente de Turismo do Município de Florianópolis, Vinicius De Luca Filho.

Após o encontro de ontem do embaixador Bernardini com a vice-governador de SC, realizado no Centro Administrativo, a assessoria de imprensa do governo elaborou nota nos seguintes termos: “Aproximação institucional, parcerias em educação e tecnologia e o ambiente favorável para investimentos foram temas da reunião da vice-governadora Daniela Reinehr com o embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, na tarde desta quinta-feira, 30, no Centro Administrativo do Governo de Santa Catarina. Daniela apresentou ao diplomata italiano os esforços do Estado para melhorar as condições para os negócios prosperarem.

“São as empresas que vão trazer desenvolvimento social e elas se comunicam entre si. Se os empresários consideram que em Santa Catarina as coisas estão dando certo, o crescimento se multiplica. Por isso esse planejamento que estamos fazendo agora é muito importante”, colocou Daniela. Ela lembrou do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), lançado em São Paulo pelo Governo de Santa Catarina nesta semana, e ponderou que há várias áreas em que é possível fortalecer parcerias. “Temos expectativas muito boas. Queremos mostrar que Santa Catarina é um Estado viável. Temos segurança jurídica, um potencial de inovação muito grande e gente trabalhadora. Esse é o nosso grande capital”, enalteceu.

De acordo com o embaixador, é de interesse da Itália se fazer mais presente em terras catarinenses, local habitado por muitas pessoas com cidadania e ascendência italiana. O diplomata destacou a ligação histórica entre os povos brasileiro e italiano e frisou que, atualmente, os vínculos de amizade, culturais, tecnológicos e de negócios permanecem fortes. “As empresas que hoje existem aqui estão satisfeitas. Espero que, no futuro, haja ainda mais empresas italianas em santa Catarina”, afirmou Bernardini.

No encontro, também foram abordadas possibilidades para parcerias nas áreas de educação, cultura e tecnologia. O cônsul italiano Rafaelle Festa e o cônsul-honorário da Itália em Florianópolis, Attílio Colitti, também participaram da reunião, assim como o secretário de Articulação Internacional de Santa Catarina, Derian Campos”.