Palermo, 2º dia: “Fazer alguma coisa de importante para os jovens italianos no mundo”

557

Encontrar uma estratégia e uma forma para o estabelecimento de uma rede mundial de jovens italianos no mundo que se disponham trabalhar dentro dos objetivos do CGIE – Consiglio Generale degli Italiani all’Estero, o promotor do encontro. Esta é a tarefa principal dos jovens italianos, delegados de 115 países, reunidos na cidade de Palermo, Sicília, Itália. O encontro, iniciado ontem, se estenderá ate o dia 19 e tem 15 participantes do Brasil.

Insieme prossegue no objetivo de dar a mais ampla difusão desse encontro, valendo-se do trabalho de campo de dois dos participantes – Tairine Trainotti e Andrey Taffner – ambos de Santa Catarina. O vídeo que publicamos hoje reúne imagens dos primeiros trabalhos e depoimentos de alguns participantes do encontro aberto com um pronunciamento do subsecretário para os italianos no Mundo, senador Ricardo Merlo.

“No segundo dia de trabalho já parece que nos conhecemos há há vinte anos” – diz a presidente da VII Comissão do CGIE, que trata das novas migrações, e “estamos felizes, existe energia em estado puro de todos os delegados do mundo e do Brasil e estamos procurando dar corpo a uma série de projetos e ideias, de forma a conseguir de verdade realizar alguma coisa importante para os jovens italianos no mundo”.

Segundo a conselheira do CGIE Silvia Alciati, também do Brasil, essa rede deverá “ajudar a todos os italianos que quiserem ir para outros países ou que estão nos países espalhados pelo mundo e que fazem parte dessa linda comunidade italiana”.