CGIE continental reunido no Rio de Janeiro com agenda cheia, mas ausências ‘esvaziam’ importância do encontro

379

Sem a presença de autoridades da Embaixada da Itália no Brasil e de Roma, seja do Ministério das Relações Exteriores, seja do próprio Parlamento, começou hoje (22/05) no Rio de Janeiro e vai até sexta-feira a assembleia da Comissão Continental América Latina do CGIE – ‘Consiglio Generale degli Italiani all’Estero. O encontro, na sede do consulado italiano local, tem na pauta diversos temas, entre eles a proposta que está tramitando no Parlamento Italiano sobre a redução do número de parlamentares, que inclui também a redução numérica da representação dos italianos no exterior.

Segundo informações de participantes do encontro, não houve justificativa para a ausência de parlamentares eleitos na América do Sul que geralmente costumam frequentar essas reuniões. À abertura do encontro, com sensação de “esvaziamento”, também não compareceu o embaixador da Itália no Brasil, sempre presente, assim como qualquer representante da Farnesina (Ministério das Relações Exteriores). Apenas o cônsul do RJ, Paolo Miraglia Del Giudice, participou da abertura.

Segundo o presidente do Comites – ‘Comitato degli Italiani all’Estero’ do Paraná e Santa Catarina, Walter Petruzziello, que participa como convidado, a pauta do encontro inclui nove itens. O primeiro, e que tem a participação dele próprio, trata da mudança introduzida pelo Decreto Lei de 4 de novembro último na aquisição da cidadania italiana por matrimônio (naturalização). Pela ordem, o segundo tema é relacionado à situação da comunidade italiana na Venezuela.

Pela ordem, os demais itens são: rede consular na América Latina; “êxitos obtidos pelo Seminário dos Jovens Italianos no Mundo, realizado em Palermo” recentemente; redução do número de parlamentares (posição do CGIE); promoção do ‘Sistema Paese’; promoção da língua e da cultura italiana no mundo; preparação da assembleia plenária da ‘Conferenza permanente Stato-Regioni-Province Autonome-CGIE; e assuntos diversos. O encontro é presidido pelo vice-secretário geral para a América Latina, Mariano Gazzola.

Sem a participação da imprensa, que não foi convidada nem comunicada do evento, não é possível saber além dos títulos de cada tema em debate. Gazzola postou em seu perfil no FaceBook, com algumas fotos gerais dos participantes, apenas: “Iniciamos hoje a reunião da ‘Comissione Continentale America Latina’ do CGIE, na sede do consulado italiano do Rio de Janeiro, com a disponibilidade do ‘console’ Paolo Miraglia del Giudice”.

O ex-deputado Fabio Porta, que compareceu na abertura, postou em seu perfil que estava no “Rio de Janeiro para a comissão continental América Latina: “cittadinanza, Venezuela, giovani, lingua e cultura. Un confronto a tutto campo su tematiche attuali che meritano forse una maggiore attenzione e sensibilità da parte del governo, come anche risposte urgenti e concrete” (um confronto amplo sobre temas atuais que merecem talvez uma maior atenção e sensibilidade por parte do governo, como também respostas urgentes e concretas).