Renata e Scarpelli reagem contra afirmações de Taddone. “Trata-se de instituição sem fins lucrativos”, diz ex-parlamentar. Scarpelli: “A máfia existe”

1114

Foram imediatas as reações da ex-deputada Renata Bueno e do advogado Luiz Scarpelli às afirmações contidas no artigo do presidente do Comites – ‘Comitato degli Italiani all’Estero’ do Recife, Daniel Taddone, publicado ontem (28/06) pelo site da Revista Insieme.

Enquanto Scarpelli publicou em seu canal do Youtube um longo e agressivo vídeo, como é de seu estilo, questionando Taddone e solicitando que ele “peça desculpas às famílias enganadas” por assessores, na Itália,  a ex-deputada Renata Bueno, através de sua assessoria, enviou “nota à imprensa” em que  reitera que seu “Instituto Cidadania Italiana”, fundado em 2014, é uma “instituição sem fins lucrativos, que auxilia os descendentes de italianos a realizar processo de cidadania por direito de sangue”.

Quanto ao repto lançado por Taddone para que a ex-deputada apresentasse “duas ou três” denúncias concretas contra irregularidades ligadas à chamada “máfia da cidadania” durante seu tempo de mandato parlamentar (2013-2018), Bueno limita-se a dizer que “tais provas já encontram-se de posse da justiça brasileira e, da mesma forma, estão sendo entregues às autoridades italianas”.

Segue a nota, na íntegra, da ex-parlamentar: “A presidente do Instituto Cidadania Italiana, Renata Bueno, vem a público reafirmar: O Instituto trata-se de instituição, sem fins lucrativos, que auxilia os descendentes de italianos a realizar processo de cidadania por direito de sangue. Em relação aos procedimentos realizados para dar luz às fraudes e crimes praticados pela Máfia da Cidadania e suas ramificações, tais provas já encontram-se de posse da justiça brasileira e, da mesma forma, estão sendo entregues às autoridades italianas. O exercício correto de assessoria aos brasileiros na obtenção da cidadania trata-se de uma atividade reconhecida e legal”.

NOTA: Após a matéria publicada, o advogado Luiz Scarpelli entrou em contato com a nossa redação para enfatizar suas afirmações constantes no vídeo acima referido de que “a máfia da cidadania existe, sim” e “vem causando danos” a muitas pessoas.