Embaixador visita oficialmente Governo de SC e elogia a “grande comunidade” catarinense

0
694
O governador Raimundo Colombo com o embaixador Bernardini e o cônsul Mora. (Foto: Jaqueline Noceti / Secom)

O embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, realizou sua primeira visita oficial ao Estado de Santa Catarina na manhã da última terça-feira (28), quando foi recebido pelo governador Raimundo Colombo com honras militares.

Durante o encontro, segundo divulgou a assessoria do governador, foram tratados assuntos relacionados à comercialização da carne na Europa e sobre investimentos na Educação, Cultura, Turismo, economia, assim como a ampliação de parcerias entre Santa Catarina e Itália.

A visita oficial aconteceu pouco mais de um mês de o embaixador Bernardini ter estado em Florianópolis em caráter não oficial, mantendo contatos com representantes da comunidade ítalo-catarinense e empresários italianos radicados no Estado.

O embaixador, que esteve acompanhado do cônsul geral da Itália em Curitiba, Enrico Mora, ouviu de Colombo que “as relações entre Santa Catarina e Itália são fortes em todo contexto cultural, econômico, social. O Estado – ao lado do Espírito Santo, está entre as unidades da federação com o maior percentual de ítalo-descendentes em sua população.

O embaixador – segundo divulgou o palácio do governo de Santa Catarina – elogiou o desenvolvimento de Santa Catarina e ressaltou que a presença da Itália no Estado é importante. “Temos uma grande comunidade, uma presença econômica forte, além da cultura. Estamos contentes com essa visita. Falamos de possibilidades de ampliar e fortalecer as relações e parcerias”, destacou.

Ainda segundo a assessoria do governo de SC, o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, ressaltou que grande parte da população catarinense tem contato com a Itália. “O país dentro do contexto europeu é o terceiro e mais importante parceiro comercial do Brasil e de Santa Catarina. O que queremos é aproximar os pequenos e médios empresários catarinenses dos pequenos e médios da Itália. A indústria pequena e média na Itália é um exemplo para o mundo e, Santa Catarina já copiou. Agora tem que se aproximar especialmente da área de tecnologia. Queremos que Santa Catarina seja a porta de entrada dos empresários italianos no Brasil”, informou.