Decreto de Festa que cassou cidadania dos Scavazza é absurdo, arbitrário e ilegal, diz Petruzziello. Se não for revogado, será derrubado na justiça

Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Brasiliano.

PATROCINANDO A SUA LEITURA